Waiwai

Os Waiwai são um povo de língua karib cuja população dispersou-se ao longo do tempo no território entre rio Essequibo, na Guiana, os rios Anauá e Jatapuzinho, em Roraima, os rios Jatapu e Nhamundá, no Amazonas, e o rio Mapuera, no Pará. A língua waiwai é a mais usada pelos habitantes das comunidades, coexistindo com outras, introduzidas pela presença de outros índios que se casaram com os Waiwai ou que migraram para seu território entre 1950 e 1980, na fase de sua centralização em grandes aldeias. Hoje somam cerca de 2.600 índios.

Suas atividades de subsistência baseiam-se na caça, na pesca, na agricultura de coivara e na coleta de produtos silvestres. A coleta, sobretudo a da castanha-do-pará, representa um importante complemento na alimentação do grupo; também é um item de comercialização, assim como a farinha de mandioca e produtos artesanais.

A produção de artesanato vem crescendo de acordo com a necessidade dos Waiwai de adquirir itens industrializados. Às mulheres cabe o fabrico de peças de cerâmica, raladores de mandioca, tangas e colares de sementes, entre outros; os homens fazem objetos como cestos, bancos, pentes, adornos de plumas, arcos e flechas. Grande parte da produção é vendida em Boa Vista, mas também pode ser encontrada em Manaus e em Parintins, durante a Festa do Boi. A proximidade entre etnias no território Waiwai resultou em uma grande similaridade de sua produção material. Assim, os bancos dos Waiwai, dos Hixkaryana e dos Katuena são muito semelhantes entre si.

A ação de missionários tem exercido importante influência sobre os Waiwai. Uma amostra significativa são as duas grandes festas atualmente celebradas nas comunidades: a Festa de Natal, ou Kresmus (pronúncia waiwai da palavra inglesa Christmas), e a Festa de Páscoa, na qual frequentemente há batismos. Questiona-se se a evangelização efetivamente substituiu as concepções cosmológicas e a filosofia waiwai ou se o que ocorre é uma transformação das crenças tradicionais e uma seleção das evangélicas de forma a adaptá-las às antigas tradições do grupo.
Por meio de danças, jogos e brincadeiras, os Waiwai traduzem o mundo exterior: assim, sua relação com os animais e seus poderes é ritualizada nas “danças dos animais”; a arte plumária relaciona-se com as forças celestes, e as potências espirituais indígenas e cristãs são mobilizadas em músicas e invocações.

Conheça mais sobre as etnias

2018 BEĨ .:. Todos direitos reservados.





Create - Soluções Online