A criação dos grafismos Waujá a partir do contato com os espíritos

05/03/2019
  • <b>Foto 1 da notícia:</b><br>A criação dos grafismos Waujá a partir do contato com os espíritos
  • Tamandua feito por Turuza Waurá cujo grafismo surgiu a partir do sonho de um pajé
1/2

  • <b>Foto 1 da notícia:</b><br>A criação dos grafismos Waujá a partir do contato com os espíritos
  • Tamandua feito por Turuza Waurá cujo grafismo surgiu a partir do sonho de um pajé

“O que chamamos de grafismo Waujá é um universo de expressões visuais sem fronteiras espaço-temporais claramente definidas.”

Aristóteles Barcelos Neto

 

No artigo “Processo criativo e apreciação estética no grafismo Waujá” (disponível para leitura online aqui) publicado nos Cadernos de Campo - Revista dos Alunos de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade de São Paulo (PPGAS-USP), o antropólogo Aristóteles Barcelos Neto oferece uma visão a respeito do assunto através de uma análise do lugar social da beleza e da fealdade na arte gráfica dos Índios Wauja do Alto Xingú.

Segundo o autor, na mitologia Waujá, o Kulupiene (grafismo de peixe) e outros 12 motivos gráficos foram inventados pelo personagem mítico Arakuni. A criação de variações gráficas destes motivos tradicionais não se dá espontaneamente no livre gesto do artista, mas sim através de “contatos oníricos dos xamãs visionários-divinatórios (denominados yakepá) e dos doentes graves com os apapaatai” (espíritos). Em geral, a criação dessas variações acaba sendo incorporada no repertório coletivo.

Na entrevista abaixo, o artista Turuza Waurá conta como o grafismo que ele aplicou no banco de Tamanduá surgiu a partir do sonho de um pajé.

 

Veja também:

Bancos Indígenas do Xingu participarão da SP-Arte 2019

12/03/2019

A SP-Arte (Festival Internacional de Arte de São Paulo), maior feira de arte da Amér...

Leia mais

Naine Terena fala sobre arte indígena nos dias atuais

26/02/2019

Naine Terena atua nas áreas de cultura, comunicação e educação, promovendo as artes ...

Leia mais

Exposição em Curitiba é prorrogada até junho

19/02/2019

A exposição Bancos Indígenas do Brasil, em cartaz no Museu de Arte Indígena de Curit...

Leia mais

Tags

  • grafismo Waujá
  • grafismo indígena da Amazônia
  • noções nativas de criatividade e estética
  • Aristóteles Barcelos Neto

2019 BEĨ .:. Todos direitos reservados.





Create - Soluções Online